Prometida – 4º volume da série

–  Prometida –

Livros:

 

  • Perdida;
  • Encontrada;
  • Destinado;
  • Prometida.

Autora: Carina Rissi.

Editora: Vêrus.

Capa: Brochura.

Folhas: Grossas e amareladas.

 

Elisa sempre foi uma moça de bons costumes e recatada, agindo de acordo com a etiqueta, mas na primeira e única vez em que saiu um pouco da linha (no seu aniversário) se vê noiva! Muitos acontecimentos mudaram a cabeça de Elisa, já não pensa e age da mesma forma como à época em que conheceu Lucas,  o médico que alcançou seu coração.  Entretanto, Elisa mentiu para Lucas e ela vai ter que arcar com as consequências dessa mentira.

Um noivado que ninguém acredita ser real por dois motivos: 1º  por estar sendo um noivado muito longo e 2º por Lucas estar fora do país.  Por esses motivos Elisa já na “boca do povo”, ou seja,  está dando o que falar.  Elisa não sabe que seu noivo está voltando, e não sabe como irá lidar com ele se um dia ele voltar. Será que Lucas e Elisa irão se entender? Será que para proteger um segredo que não é seu colocará sua felicidade em risco? Será que o mal entendido e as mentiras serão perdoados?

Nesse quarto e último volume da série Perdida, a autora narra através da visão de Elisa, e alguns fatos que começam no livro anterior que deixam o leitor curioso desenrola nessa história, nos mostrando que o amor supera tudo. Esse livro é capaz de envolver de uma certa maneira que você fica com o “coração na mão”. Esse romance é muito intenso e encerra essa adorável série com chave de ouro. Então está esperando o quê para ler?

 

“Houve momentos em que pensou que não seria capaz de esquecê-la. Mas a esqueceu. Claro que foram necessárias quantidades exorbitantes de bebida, algumas mulheres e muito trabalho para realizar essa façanha. Agora que tinha conseguido, se fechara para o amor. E jamais voltaria a permitir que mulher alguma se aproximasse de seu coração. Muito menos Elisa Clarke. Lucas a veria agora com olhos desapaixonados, e estava certo de que a única coisa que ela poderia despertar nele seria a indiferença.”

“Mesmo agora, tanto tempo depois, minha decisão ainda seria a mesma. Não estava arrependida da escolha que fiz. Faria tudo para proteger minha família. Mas havia aquela parte minha — aquela egoísta — que se ressentia e lamentava não ter encontrado uma alternativa para protegê-la e ao mesmo tempo manter o afeto de Lucas.”

 

Avaliação: ⭐⭐⭐⭐⭐